quinta-feira, 24 de junho de 2010

O melhor texto que já li



Encontro com a Luz Maiorhttp://chamabranca.multiply.com/?&show_interstitial=1&u=Mellen-Thomas Benedict é um artista que sobreviveu a uma experiência de quase-morte em 1982. Ele permaneceu morto por mais de uma hora e meia após ter morrido de câncer. Na hora de sua morte ele saiu do corpo e foi para a luz. Ele estava curioso a respeito do universo, e foi levado pra longe, para as profundezas remotas da existência e além, para o vazio energético do nada que existe por detrás do Big Bang. Durante a sua experiência, ele absorveu uma quantidade enorme de informações sobre a reencarnação. Por causa da sua experiência de quase-morte, ele trouxe de volta descobertas científicas. O Sr. Benedict tem estado profundamente envolvido com os mecanismos de comunicação celular e pesquisas sobre o relacionamento entre a luz e a vida que se chama Biologia Qüântica. O Sr. Benedict descobriu que as células vivas respondem muito rapidamente à estimulação de luz e isto resulta entre outras coisas, numa cura de alta velocidade. Ele é um pesquisador, inventor e palestrante, que tem seis patentes nos Estados Unidos. A experiência quase-morte do Sr. Benedict foi re-impressa aqui com autorização dos autores Dr. LeeWorth Bailey e Jenny Yates. O seu livro excelente intitulado The Near-Death Experience: A Readerpublicado pela Routledge, Nova York, em 1996, é altamente recomendável pelo webmaster. Uma parte da sua experiência de quase-morte também aparece no livro de P. M. H. Atwater, Beyondthe Light . Sobre a experiência de Mellen, Dr. Ken Ring ressaltou, "Sua história é uma das mais extraordinárias dentro da extensa pesquisa que tenho feito sobre experiências de quase-morte." * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * O CAMINHO PARA A MORTE Em 1982 eu morri de um câncer terminal. A doença era inoperável, e todos os tipos de quimioterapia que me davam me faziam vegetar cada vez mais. Os médicos me deram de seis a oito meses de vida. Eu fui um obstinado por informações nos anos 70, e me tornei cada vez mais desanimado por causa da crise nuclear, da crise ecológica e esses assuntos. E, por não ter uma base espiritual, eu passei a acreditar que a natureza havia cometido um engano e que nós provavelmente éramos um organismo canceroso no planeta. Eu não via nenhuma saída para os problemas que tínhamos criado para nós mesmos e para o planeta. E enxergava todos os humanos como sendo câncer, já que era isso que eu tinha. Foi isso que me matou. Cuidado com a sua visão do mundo. Ela pode se voltar contra você, especialmente se for uma visão de mundo negativa. Eu tinha uma visão gravemente negativa. Isto foi o que me conduziu à morte. Eu tentei vários métodos alternativos de cura, mas nada ajudou. Então eu decidi que isto ficaria apenas entre eu e Deus. Na verdade eu nunca havia encarado Deus antes, nem lidado com Ele. Eu não tinha nenhuma espiritualidade na época, mas eu comecei uma jornada para aprender espiritualidade e curas alternativas. Eu li tudo o que pude e me agarrei ao assunto, porque eu não queria ter uma surpresa quando chegasse do outro lado. Comecei a ler sobre várias religiões e filosofias. Tudo era muito interessante e me deu uma esperança de que havia alguma coisa do outro lado. Por outro lado, eu era um artista liberal que fazia vitrais e não possuía assistência médica. Então, todas as minhas economias se foram do dia pra noite nos exames médicos. Enfrentei os médicos sem nenhum tipo de seguro. Eu não queria que a minha família se afundasse financeiramente e decidi lidar com isso sozinho. Eu não tinha dores constantes, mas apagava de vez em quando. Fiquei de um jeito que nem me atrevia a dirigir e eventualmente ia parar no hospital. Eu contratei minha própria enfermeira. E fui abençoado por este anjo, que ficou junto comigo na fase terminal. Eu durei cerca de dezoito meses. Não quis tomar muitos remédios, para ficar o mais consciente possível. E comecei a ter tanta dor, que isso era a única coisa de que eu tinha na consciência, felizmente por poucos dias de cada vez. A LUZ DE DEUS Eu me lembro de acordar um dia em casa por volta das 4:30 da manhã, sabendo que estava acabado. Este era o dia em que eu ia morrer. Então eu chamei uns amigos para me despedir. Eu acordei minha enfermeira e disse a ela. Eu tinha um acordo particular com ela de que ela deixaria meu corpo morto sozinho por umas seis horas, porque eu tinha lido que muitas coisas interessantes acontecem quando você morre. Eu voltei a dormir. A próxima coisa que eu lembro é o começo de uma típica experiência quase-morte. Subitamente eu estava totalmente consciente e de pé, mas meu corpo estava na cama. Tinha uma escuridão à minha volta. A experiência de estar fora do corpo foi mais vívida do que as experiências ordinárias. Foi tão vívida, que eu podia ver cada cômodo da casa, eu podia ver o topo da casa, eu podia ver em volta da casa, eu podia ver em baixo da casa. Havia uma luz brilhando. Eu me virei para ela. A luz era muito similar à que muitas outras pessoas haviam descrito nas suas experiências quase-morte. A Luz é magnífica. É tangível; você pode senti-la. É atraente; você quer ir pra ela da mesma forma como você iria para os braços da sua mãe ou do seu pai ideais. À medida que eu fui me movendo para a luz, senti intuitivamente que se eu fosse até lá, eu estaria morto. Então, na medida em que eu ia me movendo para a luz, eu disse, "Por favor, espere um pouco, espere um segundo. Eu quero refletir sobre isto; eu gostaria de conversar com você antes de ir." Para a minha surpresa, toda a experiência parou naquele ponto. Você está, sim ,no controle de sua experiência quase-morte. Isto não é como um passeio na montanha-russa. Então meu pedido foi honrado e eu tive algumas conversas com a luz. A luz estava sempre se transformando em figuras como Jesus, Buda, Krishna, mandalas, imagensarquetípicas e simbólicas. Eu perguntei a ela "o que está acontecendo aqui? Por favor ,luz, esclareça-me. Eu realmente quero saber a verdade sobre esta situação". Eu não tenho palavras exatas para dizer, porque foi um tipo de telepatia. A luz respondeu. A informação que foi transferida a mim foi de que as suas crenças dão forma ao tipo de "feedback" que você obtém diante da luz. Se você for Budista ou Católico ou Fundamentalista, você terá um feedback relacionado com o que você acredita. Você tem uma chance de olhar e examinar as coisas, mas a maioria das pessoas não faz isso. Enquanto a luz se revelava para mim, eu me dei conta de que o que eu realmente estava vendo era uma matriz de nosso Eu Superior. O que eu posso dizer é que aquilo se transformou em uma matriz,uma mandala de almas humanas, e o que eu percebi foi que o que nós chamamos de Eu Superior em cada um de nós, é na verdade uma matriz. E é também um canal condutor para a Fonte; cada um de nós vem diretamente de lá, como uma experiência direta da Fonte. Todos temos um Eu Superior, ou uma parte além-alma. Ela se revelou para mim na sua forma mais verdadeira. A única forma que eu encontrei para descrever isso é o que o Eu Superior é como um canal. Ele não parece um canal, mas é uma conexão direta com a Fonte que todos nós temos. Nós estamos diretamente conectados com a Fonte. A luz estava me mostrando a matriz do Eu Superior. E ficou bem claro para mim que todos os EusSuperiores estão conectados como um ser só, todos os humanos estão conectados como um ser só, nós somos na verdade o mesmo ser, diferentes aspectos do mesmo ser. Independentemente de religiões. Este foi o meu feedback. E eu vi a mandala de seres humanos. É a coisa mais linda que eu já vi. Eu fui até ela e foi simplesmente magnífico, avassalador. Era como se todo o amor que você sempre quis estivesse ali. Aquele tipo de amor que cura, que cicatriza, que regenera. Enquanto eu pedia que a luz continuasse explicando, eu entendi o que é a matriz do Eu Superior. Nós temos uma rede em volta do planeta onde todos os Eus Superiores estão conectados. É como uma grande companhia, um nível de energia sutil que está próximo, o nível espiritual, pode-se dizer. Então, após uns minutos, eu pedi por mais esclarecimento. Eu realmente queria saber sobre o universo, e eu estava pronto para saber naquele momento. Eu disse, "Estou pronto, pode me levar". Então a luz virou a coisa mais linda que eu já vi até hoje: a mandala de almas humanas neste planeta. E eu com a minha visão negativa sobre o que aconteceu no planeta. Conforme eu pedia à luz para continuar me esclarecendo, eu vi nessa mandala como nós somos lindos na nossa essência, no nosso núcleo. Nós somos as mais lindas criações. A alma humana, a matriz humana da qual todos fazemos parte, é absolutamente fantástica, requintada, exótica, tudo. Eu não tenho palavras suficientes para expressar como este instante mudou a minha visão do ser humano. E disse, "Oh, Deus, eu não sabia o quanto somos belos" Em qualquer nível, alto ou baixo, em qualquer forma que você esteja, você é a criação mais linda, sim. Eu fiquei atônito ao perceber que não existe nada de mau em nenhuma alma. E disse, "Como pode ser?" E a resposta foi que nenhuma alma era ruim por natureza. As coisas terríveis que acontecem com as pessoas podem levá-las a fazer coisas ruins, mas suas almas não são más. O que todas as pessoas buscam, e o que as sustenta, é o amor, a luz me disse. O que distorce as pessoas é a falta de amor. As revelações vindas da luz pareciam não ter fim, e então eu perguntei, "Isto quer dizer que a raça humana será salva?" E a Grande Luz falou, ao som de um tipo de toque de trombetas e com uma chuva de luzes espiraladas, "Lembre-se disso e nunca esqueça; você salva, redime e cura a si mesmo. Você sempre pôde fazer isto. Você sempre poderá. Você foi criado com este poder, desde antes do começo do mundo." Naquele momento eu fui até mais longe. Eu entendi que NÓS JÁ FOMOS SALVOS, e nós nos salvamos porque fomos feitos para a auto-correção, assim como o resto do universo de Deus. Este é o porquê da segunda vinda. Eu agradeci à Luz de Deus com todo o meu coração. A melhor coisa que eu pude dizer foram estas palavras simples de agradecimento pleno: "Oh Deus amado, Universo querido, amado Ser Superior, eu amo a minha vida." A luz parecia respirar em mim ainda mais profundamente. Era como se a luz estivesse me absorvendo completamente. O amor que a luz é, até esse dia, é algo indescritível. Eu penetrei em uma outra realidade, mais profunda que a anterior, e percebi algo muito, muito maior. Era um fluxo de luz, vasto e repleto, no meio do coração da vida. Eu perguntei o que era aquilo. A luz respondeu, "Este é o RIO DA VIDA. Beba desta água manancial para satisfazer o seu coração". E assim fiz eu. Tomei um grande gole e depois mais um. Beber da própria vida! Eu fiquei em êxtase. E então a luz disse, "Você deseja algo." A luz sabia tudo sobre mim, todo passado, presente e futuro. "Sim!" eu sussurrei Eu pedi para ver o resto do universo; além do nosso sistema solar, além de toda a ilusão humana. A luz então me disse que eu poderia ir com o Rio. Eu fui, e fui carregado através da luz para o fim do túnel. Eu senti e ouvi uma série de estrondos sonoros muito suaves. Que enxurrada! De repente, eu parecia estar sendo lançado para fora do planeta no rio da vida. Eu vi a Terra voar para longe. O sistema solar, com todo seu esplendor passou por mim a toda velocidade e desapareceu. Mais rápido que a velocidade da luz, eu voei através do centro da galáxia, absorvendo cada vez mais conhecimento. Eu aprendi que esta galáxia, e todo o universo, estão abarrotados das mais variadas espécies de VIDA. Eu vi muitos mundos. A boa notícia é que não estamos sós neste universo! Conforme eu viajava por este fluxo de consciência através do centro da galáxia, o fluxo estava se expandindo em imponentes ondas fractais de energia. Os super-conglomerados de galáxias com toda sua sabedoria ancestral passaram por mim. Aquilo foi uma maravilha inimaginável! Eu realmente estava como uma criança maravilhada; um bebê no mundo da fantasia! Parece que todas as criações do universo passavam voando por mim e desapareciam num ponto de luz. Quase que imediatamente uma segunda luz apareceu. Ela vinha de todos os lados, e era bem diferente; uma luz composta de mais do que todas as freqüências no universo. E novamente eu senti e ouvi um monte de estrondos sonoros suaves. Minha consciência ou meu ser, estavam se expandindo para todo o universo holográfico e para além dele. Conforme eu passava pela segunda luz, eu me dei conta de que eu tinha transcendido a verdade. Estas são as melhores palavras que eu encontrei, mas vou tentar explicar melhor. Conforme eu passava pela segunda luz, eu me expandi além da primeira luz. Eu me encontrei num profundo estado de quietude, além de todo e qualquer silêncio. Eu pude ver ou perceber o SEMPRE, além do infinito. Eu era o vazio. Eu estava na pré-criação, antes do Big Bang. Eu ultrapassei o começo do tempo - a primeira palavra - a primeira vibração. Eu estava no centro da criação. Eu senti como se eu estivesse tocando a face de Deus. Não foi um sentimento religioso. Eu estava simplesmente em harmonia com a vida absoluta e com a consciência. Quando eu digo que eu pude ver ou perceber o sempre, eu quero dizer que eu pude vivenciar toda a criação se Depois do meu regresso, eu fiquei anos assimilando a experiência do vazio. E o que eu posso dizer é que o vazio é ao mesmo tempo menos do que nada e mais do que tudo que existe. O vazio é o zero absoluto; o caos formando todas as possibilidades. É a consciência absoluta, ainda mais do que a inteligência universal. Onde está o vazio? Eu sei. Está dentro e fora de tudo. Você, neste momento, enquanto vive, está sempre dentro e fora do vazio simultaneamente. Você não precisa ir a lugar algum nem morrer para chegar lá. O vazio é o vácuo ou o nada entre todas as manifestações físicas. O ESPAÇO entre átomos e seus componentes. A ciência moderna começou a estudar esse espaço entre tudo. Eles chamam a isso de Ponto Zero. Sempre que eles tentaram mensurá-lo, chegavam à conclusão de que não tinham instrumentos com escalas compatíveis, que seriam infinitas, por assim dizer. Existe muito mais 'Ponto Zero' no seu próprio corpo e no universo do que qualquer outra coisa! O que os místicos chamam de vazio não é vazio. É cheio de energia, uma energia diferente, que criou tudo o que somos. Tudo, desde o Big Bang, é vibração, desde a primeira palavra, que é a primeira vibração. O "I AM" bíblico realmente tem um ponto de interrogação depois. "I AM? What AM I?" Então a criação é Deus explorando a Si Mesmo através de tudo o que se possa imaginar, numa contínua e infinita exploração por meio de cada um de nós. Através de cada fio de cabelo da sua cabeça, através de cada folha, em cada árvore, através de cada átomo, Deus está explorando a Si Mesmo, o grande "I AM". Eu comecei a enxergar que tudo o que é, é o Eu (Self), literalmente; o seu Eu (your Self), o meu Eu ( my Self). Tudo é o grande Eu. É por isso que até quando uma folha cai Deus sabe. Isto é porque onde quer que você esteja, este é o centro do universo. Em qualquer lugar que qualquer átomo estiver este é o centro do universo. Deus está lá e Deus está no vazio. Enquanto eu estava explorando o vazio e todos os Yugas ou criações, eu estava totalmente fora das nossas concepções de tempo e espaço. E eu descobri, nesse estado expandido, que a criação é puramente consciência absoluta, ou Deus, vindo para a experiência da vida que conhecemos. O vazio em si é destituído de experiência. Ele é pré-vida, antes da primeira vibração. A Mente de Deus é mais do que vida e morte. Portanto, existem muitas coisas além de vida e morte para se experimentar no universo! Eu estava no vazio e estava consciente de tudo o que já foi criado. Era como enxergar com os olhos de Deus. De repente eu não era mais eu. A única coisa que eu posso dizer é que eu estava vendo com os olhos de Deus. E subitamente eu soube o porquê de cada átomo, e pude enxergar tudo. O interessante foi que eu fui para o vazio e eu voltei com o entendimento de que Deus não está lá. Deus está aqui. É isso. Então a busca constante da raça humana de ir para fora para achar Deus......Deus deu tudo para nós, tudo está aqui, é aqui que está. E o que nós estamos vivendo agora é a exploração de Deus sobre Si mesmo em nós. As pessoas estão tão ocupadas tentando se tornar Deus que elas deveriam entender que nós já somos Deus e Deus está se tornando nós. É exatamente isso. Quando eu entendi isso, eu já estava satisfeito com o vazio, e queria retornar a esta criação ou Yuga. Parecia a coisa mais natural a ser feita. Então eu de repente voltei pela segunda luz, ou Big Bang, e escutei mais alguns estrondos. Eu vim pelo rio da consciência de volta por toda a criação. Que passeio! Os super-conglomerados de galáxias passaram por mim, me dando ainda mais insights. Eu passei pelo centro da nossa galáxia, que é um buraco negro. Buracos negros são os grandes processadores ou recicladores do universo. Você sabe o que existe do outro lado de um buraco negro? Somos nós; nossa galáxia, que foi re-processada de um outro universo. Na sua configuração energética total, a galáxia parecia um fantástica cidade de luzes. Toda energia deste lado do Big Bang é luz. Cada sub-átomo, átomo, estrela, planeta, até a própria consciência é feita de luz e tem uma freqüência e/ou partícula. Luz é uma coisa viva. Tudo é feito de luz, até as pedras. Então tudo está vivo. Tudo é feito da luz de Deus; tudo é muito inteligente. A LUZ DO AMOR Conforme eu vinha pelo rio, eventualmente eu avistei uma luz enorme vindo. Eu sabia que era a primeira luz, a matriz do Eu Superior do nosso sistema solar. Então o sistema solar inteiro apareceu na luz, acompanhado de um daqueles estrondos suaves. Eu vi que o sistema solar no qual vivemos é o nosso maior corpo. Este é o nosso corpo local e somos muito maiores do que imaginamos. Eu vi que o sistema solar é o nosso corpo. Eu sou uma parte dele, e a Terra é um grande ser criado que somos nós, e nós somos a parte dela, que sabe que é assim. Mas nós somos apenas uma parte dela. Nós não somos tudo, mas somos uma parte que sabe que é assim. Eu pude vislumbrar toda a energia que esse sistema solar gera, e esse é um show de luzes inacreditável! Eu pude escutar a Música das Esferas . Nosso sistema solar, assim como todos os corpos celestes, gera uma matriz única de luz, som e energias vibracionais. Civilizações avançadas de outros sistemas estelares podem localizar vida no universo na forma que a conhecemos pela vibração ou padrão matricial. Como em uma brincadeira de crianças. As crianças da Terra (seres humanos) produzem um som abundante neste momento, como crianças brincando no quintal do universo. Eu fui pelo rio até o centro da luz. Senti-me abraçado por ela conforme ela ia me levando para dentro de sua respiração novamente, seguido por mais um estrondo. Eu estava na grande luz de amor com o rio da vida fluindo através de mim. E tenho que dizer de novo, esta é a luz mais amorosa e sem julgamentos que existe. É o pai-mãe ideal para a sua criança. "E agora?" eu me perguntei. A luz me explicou que não existe morte; somos seres imortais. Nós já estivemos vivos desde sempre. Eu compreendi que fazemos parte de um sistema vivo que se recicla eternamente. Ninguém me disse que eu tinha que voltar. Eu simplesmente soube que eu voltaria. Era natural, a partir do que eu tinha visto. Eu não sei quanto tempo eu fiquei com a luz, em tempo humano. Mas chegou um momento em que eu percebi que todas as minhas perguntas tinham sido respondidas do outro lado, de verdade. Todas as minhas perguntas tinham sido respondidas. Cada ser humano tem uma vida diferente, e perguntas diferentes. Algumas de nossas perguntas são universais, mas cada um de nós explora isso a que chamamos vida de uma forma própria. E assim é com todas as formas de vida, de montanhas até cada folha em cada árvore. E isso é muito importante para o resto de nós neste universo. Porque tudo contribui para a Grande Figura, a totalidade da vida. Nós somos literalmente Deus explorando a Si Mesmo na dança infinita da vida. A peculiaridade de cada um contribui com toda a existência. O RETORNO À TERRA Enquanto eu retornava para o ciclo da vida, nem passou pela minha mente, e também ninguém me disse que eu retornaria para o mesmo corpo. E também nem importava. Eu tinha total confiança na luz e no processo da vida. Conforme o rio se fundiu com a grande luz, eu pedi para nunca esquecer as revelações e as sensações do que eu tinha aprendido do outro lado. Eu ouvi um "Sim". Foi como um beijo na minha alma. Então eu fui conduzido de volta pela luz na realidade vibratória novamente. O processo inteiro se reverteu, até com mais informação sendo passada para mim. Eu voltei para casa, e eu estava tendo lições sobre os mecanismos da reencarnação. Eu estava obtendo respostas para todas aquelas pequenas perguntas que eu tinha: "Como isto funciona? Como aquilo funciona?" Eu sabia que eu reencarnaria. A Terra é um grande processador de energia, e a consciência individual desenvolve-se a partir do interior de cada um. Eu pensei em mim como um humano pela primeira vez, e fiquei feliz por sê-lo. Depois de tudo o que eu vi, eu já ficaria feliz em ser um átomo no universo. Um átomo. Imagine ser a parte humana de Deus...essa é a bênção mais fantástica. É uma benção que está muito além da maior expectativa do que uma benção pode ser. Para cada um de nós, ser a parte humana dessa experiência é algo imponente, magnífico. Cada um de nós, independentemente de onde estivermos, com problemas ou não, é uma benção para o planeta, onde estivermos. Então eu passei pelo processo de reencarnação esperando ser um bebê em algum lugar. Mas eu estava recebendo um ensinamento sobre como a identidade individual e a consciência se desenvolvem. E eu reencarnei de volta neste corpo. Eu fiquei muito surpreso quando abri meus olhos. E não sei por que, porque eu já tinha entendido isso, mas ainda assim foi uma surpresa estar de volta neste corpo, de volta ao meu quarto, com alguém se debulhando em lágrimas por cima de mim. Era minha enfermeira. Ela desistiu uma hora e meia após me encontrar morto. Ela teve certeza de que eu estava morto; todos os sinais de morte estavam lá - e eu já estava ficando enrijecido. Não sabemos há quanto tempo eu estava morto, mas sabemos que se passou uma hora e meia desde que eu fui encontrado. Ela tinha respeitado o meu desejo de deixar meu corpo recém-falecido a sós por umas horas, o máximo que ela pudesse. Nós tínhamos um estetoscópio amplificado e muitas maneiras de checar as funções vitais do corpo para ver o que estava acontecendo. Ela pode verificar que eu estava morto mesmo. Não foi uma experiência de quase-morte. Eu experienciei a morte por no mínimo uma hora e meia. Ela me encontrou morto e olhou o estetoscópio, a pressão arterial e o monitor cardíaco por uma hora e meia. Daí eu acordei e vi luz do lado de fora. Eu tentei levantar para ir até ela, mas eu caí da cama. Ela ouviu o barulho, entrou correndo e me encontrou no chão. Quando me recuperei, eu estava muito surpreso e ainda atônito sobre o que tinha acontecido comigo. No começo, toda a memória da viagem que eu fiz não estava lá. Eu continuava escorregando para fora deste mundo e continuava perguntando "será que estou vivo?" Este mundo parecia mais um sonho do que o de lá. Em três dias eu estava me sentindo normal novamente, com mais clareza, embora de uma maneira que eu nunca tinha me sentido antes. Minha lembrança da viagem voltou um pouco depois. Eu não conseguia ver mais nada de errado com os seres humanos como eu via antes. Antes disso tudo eu costumava julgar muito. Eu achava que muitas pessoas eram problemáticas, na verdade todos eram problemáticos, menos eu. Mas eu curei tudo isso. Cerca de três meses depois, um amigo me falou que eu deveria fazer exames, e assim eu fiz. Eu estava me sentindo muito bem, mas fiquei com medo de ter más notícias. Eu me lembro do médico na clínica olhando para os exames de antes e de depois, dizendo, "Bem, você não tem nada." Eu disse, "Verdade? Isto é um milagre?" Ele disse, "Não, essas coisas acontecem, e são chamadas de remissões espontâneas." Ele não se impressionou. Mas foi um milagre, e eu me impressionei, mesmo se ninguém mais o fizesse. AS LIÇÕES APRENDIDAS O mistério da vida tem muito pouco a ver com inteligência. O universo não é um processo intelectual mesmo. O intelecto ajuda; é brilhante, mas agora é só com isso que a gente processa, ao invés de nossos corações e a parte mais sábia de nós. O centro da Terra é um grande transmutador de energia, como vemosem filmes sobre o campo magnético da Terra. Esse é nosso ciclo, atraindo almas reencarnadas de volta e completando novamente o ciclo. Um sinal de que você está atingindo o nível humano é quando você começa a desenvolver uma consciência individual. Os animais tem uma alma grupal, e eles reencarnam em grupos de almas. Um veado será um veado para sempre. Mas ao se tornar um humano, não importa se um humano deformado ou um gênio, mostra que você está no caminho do desenvolvimento de uma consciência individual. Isto faz parte da consciência de grupo à qual chamamos humanidade. Eu vi que as raças são conglomerados de personalidades. Nações como França, Alemanha e a China têm cada uma a sua personalidade. Cidades tem personalidades, elas têm grupos de almas que atraem certas pessoas. Famílias têm grupo de almas. A personalidade individual está se desenvolvendo como ramificações de um fractal: a alma grupal se explora na nossa individualidade. As diferentes questões que cada um de nós tem são muito, muito importantes. Esta é a forma pela qual a Mente de Deus explora a si mesma - através de você. Então faça as suas perguntas, realize as suas pesquisas. Você encontrará o seu Eu e encontrará Deus neste Eu, porque só existe o Eu. Mais do que isto, eu comecei a ver que cada um de nós, humanos, somos almas-gêmeas. Nós somos parte da mesma alma, que se fragmenta (fractaling) em diversas e criativas direções, mas ainda é a mesma alma. Agora quando eu olho pra qualquer ser humano eu vejo uma alma-gêmea, minha alma-gêmea, aquela que eu sempre procurei. Além disso, a maior alma-gêmea que você irá encontrar é você mesmo. Somos todos masculinos e femininos. Nós vivemos isso no útero e nos estágios de reencarnação. Se você está procurando por uma alma-gêmea definitiva fora de você, pode ser que você não encontre, ela não está lá. Assim como Deus não está "lá". Deus está aqui. Não procure Deus fora. Procure Deus aqui. Olhe para o seu Eu. Comece pelo maior caso de amor que você jamais teve...com você mesmo. A partir daí você passará a amar tudo. Eu fiz uma descida ao que vocês chamariam de inferno, e foi muito surpreendente. eu não encontrei satã ou o mal. Minha descida ao inferno foi uma descida à miséria humana, à ignorância e escuridão do não-saber dentro de cada um. Parecia uma eternidade de miséria. Mas cada uma das milhões de almas à minha volta tinham uma pequena estrela de luz sempre disponível. Mas ninguém parecia prestar atenção nela. Eles estavam consumidos pela sua própria dor, trauma e miséria. Mas, após o que parecia uma eternidade, eu comecei a buscar aquela luz, como uma criança pedindo a ajuda dos pais. Então a luz se abriu formando um túnel que veio direto para mim e me isolou daquele medo e daquela dor. Isto é o que o inferno realmente é. Então o que estamos fazendo é aprender a dar as mãos, e nos unir. As portas de saída do inferno estão abertas agora. Nós vamos nos unir, dar as mãos e sair do inferno juntos. A luz veio para mim e se transformou em um enorme anjo dourado. Eu disse "você é o anjo da morte?" Ele expressou para mim que ele era minha alma superior, minha matriz do Eu Superior, uma partesuper-antiga de nossos seres. Então eu fui levado para a luz. Em breve nossa ciência irá quantificar o espírito. Não será maravilhoso? Estão aparecendo aparelhos que são sensíveis à energia sutil ou espiritual. Os físicos utilizam os aceleradores de partículas para esmagar átomos e ver do que eles são feitos. Eles chegaram aos quarks e charms, e tudo mais. Bom, um dia eles chegarão àquilo que mantém tudo isso junto e eles serão obrigados a chamar isso de....Deus. Com os aceleradores de partículas, eles não apenas vêem o que está aqui, mas eles estão criando partículas. Graças a Deus a maioria delas tem vida curta de mili-segundos enano-segundos. Nós apenas estamos começando a entender que nós também estamos criando, conforme caminhamos. Como eu vi a eternidade, eu vim para uma realidade na qual existe um ponto em que passamos todo o conhecimento e começamos a criar o próximo fractal. Temos o poder de criar conforme vamos explorando. E isso é Deus expandindo seu ser através de nós. Desde o meu retorno, eu venho experimentando a luz espontaneamente, e eu aprendi como ir para aquele espaço quase que em qualquer hora na minha meditação. Cada um de vocês pode fazer isso. Já está no seu equipamento, você já está capacitado. O corpo é a luz mais maravilhosa que existe. O corpo é um universo de uma luz incrível. O Espírito não está nos forçando a dissolver o corpo. Não é isso que está acontecendo. Pare de tentar se tornar Deus; Deus está se tornando você. Aqui. A mente é como uma criança correndo pelo universo, exigindo e pensando que ela criou o mundo. Mas eu pergunto para a mente: "O que a sua mãe tinha a ver com isso? Este é o próximo nível de consciência espiritual. Ah, minha mãe! De repente você desiste do ego, porque você não é a única alma do universo. Uma das perguntas que eu fiz para a luz foi "o que é o céu?" Eu ganhei de presente um tour por todos os céus que foram criados: os Nirvanas, os Campos da Fartura, todos. Eu passei por eles. Eles são formas-pensamento que nós criamos. Nós não vamos realmente para o céu; nós somos re-processados. Mas seja o que quer que criemos, nós deixamos uma parte de nós lá. É real, mas não é a alma toda. Eu vi o céu cristão. Espera-se que seja um lugar lindo, e você fica na frente do trono, venerando eternamente. Eu tentei. É chato! Isso é tudo que iremos fazer? É infantil demais. Eu não pretendo ofender ninguém. Alguns céus são bem interessantes, e outros são muito chatos. Eu achei os céus dos povos ancestrais mais interessantes, como o dos índios norte-americanos, os Campos da Fartura. Os egípcios têm céus fantásticos. E assim por diante. Existem tantos deles... Em cada um deles há um fractal que é sua interpretação particular, a não ser que você faça parte do grupo de almas que acredita apenas no Deus daquela religião particular. Estamos muito juntos, no mesmo estádio de baseball. Mas mesmo assim, cada um é um pouco diferente. Tem uma parte sua que você deixa ali. Morte é vida, não é céu. Eu perguntei para Deus, "Qual é a melhor religião do planeta? Qual está certa?" E a mente de Deus disse, com muito amor, "Eu não me importo." Isto foi uma graça incrível. Isto significa que nós somos seres que nos importamos. Mas o Deus poderoso de todas as estrelas nos diz "Não importa em qual religião você está." Elas vêm e vão, elas mudam. O Budismo não esteve aqui sempre, o Catolicismo não esteve aqui sempre, e todos eles estão prestes a ficar mais iluminados. Mais luz está vindo para todos os sistemas agora. Haverá uma reforma na espiritualidade que será tão dramática quanto a reforma protestante. Vai ter um monte de gente brigando por causa disso, uma religião contra a próxima, acreditando que só ela está certa. Todo mundo pensa que é dono de Deus, as religiões e filosofias, especialmente as religiões, porque elas formam grandes organizações acerca de sua filosofia. Quando Deus disse "Eu não me importo", eu entendi imediatamente que é para a gente se importar. É importante, porque somos os 'cuidadores'. Importa para nós e isso que é importante. O que temos é uma equação de energia na espiritualidade. Em última instância, Deus não importa se você é Protestante, Budista ou seja lá o que for. Isto é apenas uma faceta do todo. Eu adoraria que todas as religiões entendessem isso e deixassem os outros Serem. Não é o fim das religiões, mas nós estamos falando do mesmo Deus. Viva e deixe viver. Cada um tem um ponto de vista diferente. E todos adicionam algo ao grande quadro; todos são importantes. Eu fui para o outro lado com um monte de medos sobre lixo tóxico, mísseis nucleares, explosão demográfica, florestas tropicais. E voltei amando cada problema. Amo a radioatividade. Amo aquela nuvem em forma de cogumelo, esta é a mandala mais sagrada que nós manifestamos até agora, como um arquétipo. Esta nuvem, mais do que qualquer religião ou filosofia na Terra, nos levou de repente para um outro nível de consciência, todos juntos. O fato de sabermos que nós podemos explodir o planeta 50 ou 500 vezes, nos fez finalmente perceber que estamos todos unidos neste momento. Por um período, eles tem que explodir mais bombas para que entendamos. Até que comecemos a dizer, "Nós não precisamos mais disso." Neste momento estamos no mundo mais seguro que já existiu, e ele vai ficar ainda mais seguro. Então eu voltei amando a radioatividade, porque ela nos uniu. Essas coisas são muito grandiosas. Como Peter Russel diria, estes problemas agora são do "tamanho da alma." Você tem respostas do tamanho da alma? SIM! A devastação das florestas tropicais vai diminuir, e em cinqüenta anos haverá mais árvores no planeta, como há muito tempo não vemos. Se você gosta de ecologia, você é aquela parte do sistema que está se tornado consciente. Vá com tudo, mas não fique deprimido. Isto é uma parte de um todo maior. ATerra está num processo de domesticação dela mesma. E nunca mais será um lugar tão selvagem como já foi no passado. Haverá lugares selvagens lindos, reservas onde a natureza será vicejante. Jardins e reservas serão a coisa do futuro. O aumento da população estará se aproximando de um alcance ótimo o suficiente para causar uma mudança na consciência. E esta mudança de consciência irá alterar política, dinheiro, energia. O que acontece quando sonhamos? Somos seres multidimensionais. Podemos acessar estas outras dimensões através dos sonhos lúcidos. Na verdade, o universo é o sonho de Deus. Uma das coisas que eu vi é que os humanos são um grão no planeta, que é um grão na galáxia, que por sua vez é um grão. Estes são sistemas gigantes, e nós estamos em um tipo de sistema mediano. Mas os seres humanos já são legendários em todo o cosmos da consciência. O pequenino ser humano da Terra/Gaia é legendário. Um dos motivos de sermos legendários é o fato de sonharmos. Nós somos sonhadores legendários. De fato, todo o cosmos tem buscado o significado da vida, o significado de tudo. E foi o pequeno sonhador que veio com a melhor resposta de todas. Nós sonhamos e criamos isso. Sonhos são importantes. Depois de morrer e voltar, eu realmente respeito a vida e a morte. Nas nossas experiências com o DNA, nós devemos ter aberto a porta de um grande segredo. Em breve será possível viver o quanto quisermos viver neste corpo. Depois de viver uns 150 anos mais ou menos, existirá uma sensação intuitiva da alma que fará você querer mudar de canal. Viver para sempre em um corpo não é tão criativo quanto a reencarnação, como transferir energia para este fantástico vórtice de energia em que nós estamos. Nós iremos, na verdade, ver a sabedoria da vida e da morte, e aproveitá-la. Nós já vivemos desde sempre, assim como estamos vivos agora. Este corpo que você está usando vive desde sempre. Ele vem de um infindável rio da vida, e vai de volta ao Big Bang e além. Este corpo dá vida à próxima vida, na energia densa e na sutil. Este corpo já vive desde sempre. "Nós vamos nos unir, dar as mãos e sair do inferno juntos." Mellen Thomas Benedict Gentilmente enviado por Geraldo Mikael d

sábado, 12 de junho de 2010

Gaytari - a Luz na escuridão - Meditando sobre o medo




Gaytari -  a Luz na escuridão - Meditando sobre o medo, um depositado na mente.

OM BHUR BHUVAH SVAH


TAT SAVITUR VARENYAM


BHARGO DEVASYA DHIMAHI


DHIYO YONAH PRACHODAYAT


O Gayatri Mantra é o mais poderoso mantra dos Vedas. É devotado à deusa Gayatri (Mãe dos Vedas) e foi criado para receber as vibrações solares que nos trazem vigor e entusiasmo. Recomenda-se que ele seja cantado pela manhã, durante ou um pouco após o nascer do sol.

Nunca abandonem o Gayatri; vocês podem deixar ou ignorar qualquer outro mantra, mas vocês deveriam recitar o Gayatri pelo menos algumas vezes durante o dia. Ele os protegerá dos perigos onde quer que vocês estejam – viajando, trabalhando ou em casa.

Os ocidentais investigaram as vibrações produzidas por este mantra e descobriram que  a atmosfera ao redor torna-se visivelmente iluminada. Assim, o resplendor de Brahma descerá sobre vocês, animará os seus intelectos e iluminará o seu caminho quando este mantra for entoado. Gayatri é a Mãe, a força que anima toda a vida. Portanto, dele não se descuide nunca." (SAI BABA)


Visualize um sol Raio dourado acima da sua cabeça e medite com o Gaytari mantran


Olhe para esta luz e pense no céu da sua mente, iluminado com a luz de Deus.


Esta meditação está alicercada na prática do som do mantran Gayatri e da visualização da luz amarela, da flor de ouro em seu coração.


Seja feita a vontade da Luz de Deus.


Escrevi este texto para tentar clarear o tema sobre a luz de Deus a sabedoria e o medo.


O mantran Gayatry,poderá ajudá-la a não ter medo, porque a linguagem da luz deste mantran poderá "desprogramar "os demônios do medo (limitação do carma) adquiridos em outras vidas.


você (o eu) espelha em seu coração a sabedoria divina.


Os servidores da Luz enviaram para você esta luz.


Lembre-se dela nos momentos de confusão, desorientação, nas provas,concursos, imagine um sol do lado direito da seu cérebro e do lado esquerdo a lua.


Faça uma integração harmonica em sua mente, espelho da mente divina Universal, inteligência que tudo permeia.


Eu Sou a manifestação da Inteligência divina em ação.


Eu sou Luz.


Para que a luz da sabedoria ilumine sua mente, sua alma necessita de paz e harmonia.


Sinta em sua respiração a harmonia com tudo e com todos.


Há nós, cordas, correntes que nos prendem na desarmonia, no combate em nossa mente.


Sempre que combatemos estamos com medo.


O medo é a maior do ego, ele impede que voce seja feliz,que voce confie no outro e entregue seu coração.


O amor é uma entrega.


Aquele que não encontra paz está com medo. Perdeu a luz da fé - consciência da Divina Presença em seu coração.


A consciência é a sabedoria que nos leva para escolha felizes e para a sintonia com pessoas que vibram em harmonia com o nosso Tao.


A Felicidade é uma oportunidade que o sábio percebe e valoriza e o ignorante pisa e segue...


A consciência nos orienta, antecipa, e é capaz de nos avisar dos perigos, tornar transparente a falsidade e as armadilhas.


A luz da compaixão irá iluminar a estrela da sorte que brilha sobre a sua cabeça com a alegria da vida.


A consciência é o Um (Grande Espírito).


A consciência é Deus dentro do seu coração.


O Poder de Deus está na luz da consciência da Unidade.


Mas o que é a consciência da Unidade?


Quando estamos integrados na natureza, com os animais, plantas, rios, mares, pedras, com toda a humanidade, estamos unidos na consciência Maior.


'Como se', eu estivesse diante de um espelho, sem perder a minha individualidade, eu me torno UM - espelho de Deus, manifestação da luz - Criadora de vida.


Eu me entrego confiante no poder da Luz,de Deus e sigo.


" No mundo da Criação são as energias puras de Luz, calor e Som que interagem.


O som é uma energia que se propaga no espaço. O mundo da criação , portanto é constituido de energias puras que interagem entre si.


A interação da luz e do som gerará um nova energia."


"As palavras Adonai Ehad ( O SENHOR É UM ) NA SHEMA são afirmação do Deus único.


A essência da divindade encontra-se em cada coisa. Só ela existe...


A consciência da Unidade nos torna Unidade.


A sabedoria da alma liberada, está integrada na consciência espiritual do UM, livre das formas, da dualidade e do apego,


É Luz que nos orienta, para o comando, liderança, liberdade.


A luz é liberdade plena sem restrição, sem medo, sem limitação.


Perdemos um dia a consciência do fio que nos liga ao Um, e nos dividimos em dois - uma parte inconsciente, a alma - ligada ao Um e outra parte O EU inferior ou excluído do Um.


O medo é a "perda" da consciência do poder pessoal, divino.


O medo orquestra a separação, ativa a reação ao ataque, ao isolamento, ao ódio, ao medo da medo da morte da destruição.


O medo nos fragiliza.


Perdemos a consciência da nossa identidade divina.


O eu Inferior, ego, a sombra do Self, torna-se mais sombrio quando acumula escuridão em seu coração, (ódio, medo, rancor, ressentimento, inveja, ...);


Se a escuridão é muito grande no coração, a alma "perde" as forças e fica sem luz, para se unir ao Grande Espírito (Consciência Divina do UM).


O UM nos fortalece, nos alimenta com ao fogo das graças da vida.


Quanto mais nos afastamos do Um, da união com o corpo do Um, corpo da vida de tudo e de todos, mais inconscientes nos tornamos.


O ego se afasta do Um para se unir ao UM-EGO-COLETIVO – que comanda inconscientemente o lado negro, escuro do Mau...


Existe um "UM- Negro-coletivo" que tornou-se uma criatura viva na mente de todos aqueles que se afastaram do Um, da luz do Amor divino.


A energia que move o Ego na sombra da escuridão do coletivo, se alimenta dos desejos de Poder, dominação, arrogância, controle, indiferença, raiva, ódio, promiscuidade, miséria, fome, a guerra...


A mente do Um Divino dentro da mente coletiva re-unida no Um na solidariedade, união, caridade, boa-vontade está sintonizada com o vir a ser, com a luz Maior com a consciência da alegria e da harmonia.


Eu Sou Luz. Espelhos da Luz Maior.
Mas, Deus é Unidade, onde Deus está não luz e nem trevas.


A mente da escuridão coletiva está sintonizada com a destruição, com a tristeza, infelicidade de tudo e de todos...


O medo é a ausência do amor, da compaixão da união.


É uma energia sem controle, sem limites dentro da mente do ego, que alimenta com o desejo de destruir o lado do fora da mente.


Agredir o mundo é destruir a si-mesmo...


Somos UM... Pense nisto...


Medite no UM...


Estar no Um é entrar no Vazio do UM...


Eu Sou a Divina Presença que há no UM.


Nascemos com a memória deste conflito registrado em nosso DNA; nossos antepassados ( o meu eu que re-torna) nos deixaram estes vínculos, de saparação e de luta para sobrevivência, luta para conquistar o território; este nós circulam em nossa mente como uma prisão para a alma afastada do Grande Um.


Não há consciência e libertação sem um coração aberto e generoso para tudo e para todos – Somos UM...


Beber na fonte do Grande Espírito do Um é estar aberto, receptivo à todas religiões, povos, sexo, sem condenação, julgamento, acusação,controle, manipulação e dominação.


Observamos que quando estamos envolvidos na compaixão com o outro e consigo mesmo, estamos sintonizados com a generosidade do UM...


Somos Um.


A mente do Um está dentro da nossa mente.Mas, sua alma necessita entregar-se para o outro, com o coração.


Quando eu falo entregar-se estou falando no nível espiritual, no universo da mente.


Não é fácil se libertar da programação do Ego coletivo que possui grande parte da nossa mente, que precisa sobreviver com a separação.


Muitas vezes tentamos nos libertar dos hábitos, dos apegos, do egoísmo, do medo - mesquinhez, inveja, e não conseguimos...


O ego inferior nos possui sem que tenhamos condições de nos libertar da nossa própria fraqueza.


A união gera a força do bem, da libertação da ignorância que corre em nossas veias.
A Era de Aquário pede a União, façam parte de grupos, voluntários da boa-vontade...


Principalmente aqueles que carregam uma sombra negra (pesada) em sua mente.


É como um vício – o ego, tem prazer com o prazer do egoísmo, do individualismo, narcisismo.


A cura deste vício, desta "doença", é a troca com pessoas de boa-vontade.


Esta sombra é vencida quando os olhos do outro nos envolve de amor, de gratidão...


O olhar do outro, de agradecimento de reconhecimento, de compaixão, liberta a alma para o encontro com o Grande Espírito.


A liberdade para o encontro com a luz é uma graça,um dharma,que circula na re-união.


Que a Luz do amor de Deus nos oriente no caminhos da nossa verdadeira vocação, do nosso grupo de almas de referência e afinidade.


Basta que um “necessitado” encontre água pura em nossa fonte, em nosso coração para que a água da redenção lave nossos “pecados”, vínculos com o carma do nosso passado.


O UM é Dharma é liberação do sofrimento, da solidão.


O UM - o altruísmo é o remédio para o vício do prazer em ser egoísta, ambicioso, corrosivo, desagregador em todos os sentidos.


Por isto é tão importante ser reconhecido e valorizado. Ao ser econhecido e amados sentimos que re-tornamos aos braços de Deus ( ao calor do fogo da união de todas as almas _ Luz Maior).


Estamos unidos e somos UM na Bondade Infinita do UM – o poder divino da redenção da União.


Estamos isolados do Grande Um, quando estamos unidos com a DESUNIÃO - é a ilusão do ego agarrado a existência individual, estamos com medo e com raiva; é o fracasso do bem comum, ´que é a força e poder do UM...


Estamos fora da luz, excluídos das graças divinas...


A grande Liberação do ego para o encontro do Um com tudo e todos é um caminho – “ O nó da serpente da mente conceitual se desenrosca no espaço”.


A alma ( o eu) necessita ser instruída, aprender e ser guiada quando não consegue se unir ao UM – se os laços são poderosos, se o karma é negro, se a ignorância é grande busque a luz na União...


“A verdadeira natureza da mente, “sua própria consciência nua”, não é nada mais do que o estado primordial de iluminação.


E esse estado primordial é a união indivisível dos princípios masculino e feminino Samantabhadra e Samantabhadri – a bondade Universal, sem princípio e sem fim.


É a descoberta final de nossa própria bondade básica. É a nossa consciência original que nunca se extraviou do estado desperto”.


O lugar do Vazio da Mente é o lugar do Um...


É o silêncio da linguagem humana – para o lugar da linguagem Divina do UM..


O saber da consciência que liberta é luz...


Receber a instrução para a luz é um caminho.


Eu Sou dharma Dhannyá

sexta-feira, 4 de junho de 2010

meu coração




Meu coração,
Ouço o seu pulsar e sinto que ele está ligado a Grande Rede da vida.
Ouço o seu pulsar e sinto o coração do mundo, da vida.
Estou viva.

Ouço a vibração do coração de Deus.
No silencio da Paz, posso sentir a União
de todas as almas em meu coração.

O Sol é a manifestação do coração de Deus
E, posso sentir que respiro com todas as almas.
Somos Um só coração.
Somos Um-a alma.

Passe para frente, com o seu coração na mão,
para dar a mão ao outro coração, unidos seremos
o coração celestial de Deus.


O aqui e o agora, no pulsar do meu coração
é o pulsar a unidade.

Quando estou em harmonia com a unidade,
estou no dharma

Meu coração é a voz da minha alma.

Meu coração, seja meu amigo nas horas de glórias
de derrotas, de escolhas e decisões.
Quando a morte vier,
seja o meu defensor na hora do
julgamento final.

Que a mágoa, o ressentimento e o ódio,
não transforme meu coração em pedra, cadeia de aço
do opressor e do oprimido.

Que o adversário não domine meu coração,

Que eu não seja dominando, castigado
e limitado por sentimentos negativos e agressivos.

Que a miséria da vida,
não coloque em mim a máscara de ferro,
da indiferença e da desilusão.
Eu sobreviverei apesar de tudo,
e meu coração dançará na música da vida.
Que eu possa perdoar para ser perdoado,
quero ser livre
da presença do inimigo dentro de mim.

Que eu nunca me transforme no opressor,carrasco internalizado.

A liberdade tem as asas do coração,
Que meu coração não abrigue o adversário nele,
acorrentado pelos sentimentos de ódio, medo, culpa, vingança.

Quero que minha alma dance livre,
com a alegria no coração.
Livre daquele que me aprisionou no tempo, na
gaiola da "sua-minha' mente.
Aquele que é livre vive o futuro no aqui e no agora.


Quero pulsar na rede da vida, sem discriminar, sem julgar.
O egoí-smo separa, é ganancioso,orgulhoso e controlador.
quero partilhar com generosidade sem olhar a quem.

Meu Deus! Minha alma senhora do meu coração!
Não quero que orgulho me cegue pela ignorância,
que eu possa reparar meus erros, aceitar as falhas do outro,
e sem vergonha me curvar e pedir perdão a quem eu ofendi.

Que eu nunca me torne um atormentado pelo passado doloroso.
Não quero ser um fantasma (do que eu era)
preso no cenário do filme do ontem,
sem escrever um novo enredo para o meu presente-futuro.

Que meu coração possa pulsar livre de um amor
não correspondido,
Que meu coração possa pulsar livre
para viver a plenitude do amor correspondido.


Que eu possa ouvir o pulsar do meu coração,
no aqui e agora e viver intensamente este tempo,
que a roda do dharma oferece.

Eu quero ser dharma para o meu amado,
e girar na roda do dharma em seus braços.

Meu coração! Nossas escolhas, nosso destino.
Que a luz da consciência divina libere meu coração para ser feliz.

Eu quero compreender para que eu possa ser compreendida.
Eu quero confiar e inspirar confiança,
a base de todas relações.

Ao ouvir o meu coração, eu mergulho para dentro de mim,
e vejo no espelho do meu ser as minhas carências, e necessidades.
Eu me re-conheço no santuário do meu coração.

Eu sei quem sou.
Eu sou aquele que sou.

Meu coração é um guerreiro - marte em leão.
Que eu possa lutar com o coração e a alma contra a
injustiça e a corrupção.
Que eu possa lutar pela paz,
em nome dos injustiçados, e oprimidos.

Poucos sabem que nele mora o divino,
que nele mora o fogo sagrado,
o cálice divino,
a rosa mística dos iniciados,
a Lâmpada de Aladim, o anjo solar.

O coração é uma porta para o universo,
ele conhece a língua do Espírito Santo e dos deuses.
Ele é o Senhor da magia e de todos os poderes.

O coração iluminado tem a sabedoria da
inocência de uma criança.
a consciência de um mestre.

A alma iluminada atravessa todos os portas,
todas as dimensões.
A luz da consciência nasce no coração,
e ilumina seu corpo de luz
ele é a ponte para ascensão.

Que a semente do Buda em meu coração,
floresça na compaixão, na harmonia e no amor.
Que em todos os momentos eu possa me perguntar:
Como o Buda reagiria - o que o Buda faria?
Que eu possa ver a mim mesmo nos outros.
"Então, a quem eu poderia magoar?
Que mal poderei fazer?

Que a inocência do Buda menino,
vivo em meu coração me torne sensível e capaz de sentir
com empatia, a dor de todas as pessoas.

Que o inferno não assuma o comando da minha mente,
com sentimentos de separação, egoísmo, ira, dúvida,
competição, vingança, inveja...

"Que a generosidade da sabedoria da abertura
- interna, externa e inata possa me levar a ter
as mãos abertas, braços abertos, mente aberta e coração aberto",
para servir com a verdadeira e sábia humildade do anonimato.

Que eu possa receber e compartilhar a abundância
e retribuir e agradecer com abundância.

Mergulho para dentro do meu coração e encontro o
meu anjo guardião e oro:

Meu Deus!
Quero fazer conexões amorosas com todas as almas,
Que eu use as palavras certas para me comunicar.
Que eu possa expressar a palavra correta, sincera, amorosa,
tranquila e sábia
para que a sabedoria interior,
a visão clara, a compreensão profunda da alma humana,
e a intenção de cooperar, não de fazer mal possa ser transparente.
Seja feita a vontade de Deus!

Eu Sou dharma dhannyá
Eu amo você e falarei a língua do Espírito Santo,
para me comunicar
com a sua Divina Presença.

Ps: Escreva diariamente uma carta para o seu coração,
para sua alma é um momento de reflexão
e introspeção que irá iluminar a sua mente.

Este texto foi inspirado nos ensinamentos do Lama Surya Das.

O Despertar do coração Budista Integrando amor,
significado e conexão a cada parte da vida.
Um livro belíssimo e simples de se compreender.